Ligamos
para você
Entenda de vez as diferenças entre Órtese e Prótese!


Esses dois dispositivos, que são utilizados de maneiras diferentes, mas com fins parecidos, acabam sendo muito confundidos, algumas vezes por terem uma sonoridade parecida, outras vezes pelas suas características semelhantes. 

Isso pode acabar atrapalhando na busca pelo modelo adequado, que varia conforme a necessidade de cada pessoa, algumas vezes surgindo até mesmo a necessidade de se produzir um produto único para o paciente.

A órtese e a prótese são utilizadas no auxílio de pessoas que buscam recuperar a mobilidade e autonomia. Permitindo assim, uma melhor qualidade de vida e mais comodidade no dia a dia.

Quer entender as diferenças e conhecer as utilidades de cada um desses produtos? 

Continue lendo!

 

O que é Órtese?

A órtese é um aparelho externo que busca auxiliar, alinhar ou corrigir a funcionalidade de alguma parte do corpo comprometida por problemas de saúde, ou acidentes

Elas são utilizadas visando dar assistência mecânica e ortopédica ao paciente. Servem para correção postural, tratamento de lesões, recuperação de cirurgias, entre outras funções.

Ela pode atuar prevenindo movimentos indesejados, na correção de deformidades e no alívio do peso corporal ou da articulação. O seu uso deve ser feito em um processo de reabilitação, de modo que favoreça o tratamento terapêutico.

O seu uso é recomendado apenas com orientação médica e conforme a necessidade de cada paciente. Elas podem variar de tamanho, material e valores, já que existem dispositivos específicos para cada caso.

Podemos citar como exemplos de órtese:

  • Bengala
  • Colar Cervical
  • Óculos
  • Marca-Passo

 

O que é Prótese?

A prótese é um dispositivo artificial que atua na substituição de algum membro amputado. São peças que desempenham funções motoras dos membros, órgãos e tecidos que não funcionam como deveriam.

Elas são normalmente indicadas para pessoas com deficiências congênitas ou em processo de recuperação de lesões graves, além de também serem utilizadas para fins estéticos.

É necessário ressaltar que as próteses já foram muito usadas para esconder deficiências, porém, com o avanço tecnológico, hoje é possível criar próteses que podem realizar diversas funções, como mãos e pés robóticos.

Como exemplos de próteses, podemos citar:

  • Prótese mamária externa
  • Perna mecânica
  • Dentadura
  • Válvula Cardíaca

 

Quais as suas diferenças?

Como dito anteriormente, os dois aparelhos servem para complementar funções do corpo, porém com métodos diferentes. Enquanto a prótese substitui de forma parcial ou integral um membro do corpo, as órteses auxiliam membros e compensam possíveis dificuldades funcionais.

Além disso, o uso de órteses normalmente é temporário, já as próteses podem ser utilizadas temporariamente ou não, vai depender do paciente se habituar ao seu uso.

Os dois dispositivos são utilizados seguindo indicações de um profissional de saúde e de todo um corpo médico que deve orientar o paciente em todas as etapas, da colocação do dispositivo à sua utilização no dia a dia.

Entendeu como esses dois aparelhos se diferem? Mesmo com finalidades semelhantes, a órtese e a prótese atua de maneiras divergentes no corpo humano. Possibilitando uma melhor qualidade de vida e diversos outros benefícios.

Por isso, é importante saber diferenciar e entender como funciona cada um deles.

 

 

Você sabe o que é capacitismo? 

Clique e descubra agora o que é esse preconceito que afeta milhares de pessoas em todo o mundo.




Receba Nossas NOVIDADES
© 2023 Ortho Pauher - Todos os direitos reservados. All Rights Reserved
Produzido pela Pixelato